I just started living
Você me fez lamber, roçar a barba. Sua coxa foi parar na minha cara, você beijou minha canela, eu lambi seu dorso, você esfregou os peitos no meu umbigo, eu cheirei seu joelho, você mordeu minha bunda, eu beijei os seus olhos. Eu nunca transei num primeiro encontro e queria muito saber se isso conta como sexo. O que foi isso, afinal? Foi louco, foi bom, foi íntimo, foi mágico, foi vinho, e mesmo sem penetração, foi sexo, embora nossas genitálias não tenham sido formalmente apresentadas. Minha cara dizia tudo. Eu estava experimentando uma coisa que a maioria não tem nem ideia que existe. Num impulso ela pulou de volta, montando no meu corpo na horizontal, mole e nulo e inerte, totalmente sem gozar concretamente. Me encheu de pequenos beijinhos ininterruptos falando “Isso foi estranho, não foi?” Poxa, se foi. “Você não imagina o que sou capaz de fazer com o primeiro cara que me pedir em namoro”. E foi nessa hora que eu a convidei para morar comigo.

Gabito Nunes.  (via incedos)

Você precisa de alguém que fique, mesmo após uma briga, que vá atras mesmo sendo o errado. Você precisa de alguém que te odeie por segundos e que volte a amar mais ainda minutos depois. Você precisa de alguém que te xingue e implique bastante contigo, mas que depois que te ver irritada e de bico, te faça cocegas e gracinhas até te ver sorrir. Você precisa de alguém que te ligue na madrugada dizendo coisas como: “só liguei para ouvir tua voz.” ou que discutam pelo telefone e se enrolem dizendo “olha pra mim” e depois caem na risada por estarem longe, mas além de tudo você precisa de alguém que te “odeiame”, que te ame e odeie na mesma intensidade fazendo com que haja equilíbrio e que ambos não cabem mortos ou fadigados de amor, como acontece em tantos outros casais.

I can fix you.  (via lettres-a-paris)

O pra sempre, sempre se vai.

monocromatic-o:

Boca e frio 💋❄
Frio e boca ❄💋


@ acumulou